Política LIMPEZA PÚBLICA

A permanência da empresa de coleta de lixo é insustentável, afirma líder do governo Assis na Câmara Municipal

O vereador Renê Sousa (PTB), afirma que há dezenas de denúncias de funcionários que pediram demissão, por desvios de função, intimidação e falta de pagamentos de recisões desde de outubro do ano passado.

24/02/2021 08h29
13.260
Por: Willamy Figueira
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O líder do governo municipal na Câmara de Vereadores, Renê Sousa (PTB), afirmou nesta terça-feira (23), que não dar mais pra empresa Sellix, que é responsável pela coleta de lixo em Imperatriz, permanecer prestando serviços pro município.

As denúncias e a péssima prestação de serviços feito pela a empresa, coloca em xeque o vínculo contratual entre prefeitura e a empresa que tem sido alvo de várias denúncias que envolve além da falta de pagamentos de recisões de ex-funcionários, entre eles que foram afetados ainda no mês de outubro do ano passado, a intimidação por parte de fiscais da empresa, desvios de função e operando na coleta de lixo com a frota de caminhões, inferior ao permitido no contrato que é 10 caminhões.

Além do vereador Renê, outros vereadores questionaram o secretário de Limpeza Pública, Alan Johnes, sobre a falta de harmonia entre a empresa e a secretaria que ele está a frente. O vereador Manchinha (PSB), questionou sobre um servidor público lotado na Secretaria de Limpeza Pública, está indo a empresa fazer acompanhamento se jornada de trabalho dos funcionários da empresa, onde o vereador defendeu que isso é uma obrigação da empresa e não do município.

Alan Johnes afirmou ainda que gostaria que a empresa estivesse enviado alguém na Audiência Pública de hoje, para que a própria empresa fizesse os esclarecimentos sobre a cobrança por parte dos vereadores, pois a culpa sobrecai sobre ele. O secretário também falou que não há nenhuma pendência financeira entre a prefeitura e a empresa e por isso a Secretaria de Limpeza Pública sempre teve legitimidade pra cobrar a empresa.

Alguns ex-funcionários da empresa se fez presente na galeria e alguns deles tiveram a oportunidade dada pelo vereador Carlos Hermes (PCdoB), de falarem, autorizados pelo presidente da Câmara Alberto Souza (PDT). Desde o ano passado a empresa Sellix tem encontrado dificuldades para fazer a coleta de lixo na cidade, sem contar que a limpeza de ruas, avenidas e alguns órgãos público municipal, não tem sido feito no tempo hábil e tem prejudicado principalmente moradores da periferia de Imperatriz.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.