Destaque RECURSOS COVID-19

Saúde Municipal de Imperatriz recebeu mais de R$ 17 milhões só em 2020, para o combate ao Coronavírus

Os recursos transferidos pelo Ministério da Saúde, é referente aos meses de abril a dezembro de 2020, aponta o detalhamento de recursos transferidos no portal de transparência da Controladoria Geral Da União (CGU).

04/03/2021 13h16 Atualizada há 5 meses
30.334
Por: Willamy Figueira
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em meio ao colapso na saúde pública de Imperatriz após a explosão no aumento nos casos de Covid-19 e a super lotação nos Leitos Clínicos e UTIs, tanto na rede pública, quanto na rede privada, ficou evidente que faltou investimentos na saúde municipal para o combate ao Covid-19 por parte da Prefeitura de Imperatriz, em especial a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), que foi alvo nesta quarta-feira (03), de uma operação da Polícia Federal - REVEJA AQUI - que apura esquema fraudulento de contratação sem licitação de empresas que tem endereço fantasma e laranjas como titular no contrato social da empresa.

Mas a falta de investimentos na saúde pública municipal, como ampliação de Leitos Clínicos e UTIs, compras de respiradores e outros itens para o combate a Pandemia do Coronavírus, não foi a falta de recursos enviado pelo Ministério da Saúde, que só no ano passado, entre os meses de abril à dezembro de 2020, repassou a Semus, cerca de R$ 17.125.126,22 para o enfrentamento do novo Coronavírus - VEJA AQUI.

De acordo com o detalhamento de recursos transferidos no portal de transparência da Controladoria Geral Da União (CGU), é possível ver com mais detalhes, as transferências de recursos para o combate a Pandemia, além de detalhar também, outros recursos enviados ao município como também os programas e qual o órgão recebeu, como o exemplo da Assistência Social.

Mesmo diante do colapso na saúde pública de Imperatriz, assumida pelo governador Flávio Dino que tem maior carga de pacientes internados na rede pública estadual, tendo que ampliar leitos Clínicos e UTIs nos hospitais Macroregional e o Materno Infantil, o governo estadual foi obrigado a formar parceria com instituição privada para ofertar ao município um Hospital de Campanha, pelo simples fato da Semus não tomar ciência da gravidade do aumento nos casos e automaticamente fazer os investimentos necessários para não deixar pacientes na fila de espera de uma UTI e sendo obrigado o estado transferir pacientes para a capital maranhense.

Vacinação

Desde o início da Campanha de Vacinação que iniciou no dia 19 de janeiro em todo o estado, a imunização no município de Imperatriz, tem acontecido de forma lenta, de acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde (Ses) - VEJA AQUIImperatriz só conseguiu imunizar cerca de 65,94% das doses recebidas que no total até o presente chegou a 16.130 doses disponibilizadas pelo o estado.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.