Esportes CAVALO QUEBRADO

Presidente do Imperatriz revela dívida de mais de R$ 4 milhões do clube

Wagnner Ayres fala sobre projeto de R$ 600 mil para poder disputar a Série D do Brasileirão desse ano e rombo financeiro do clube tem atrapalhado o desempenho do time desde a temporada de 2020.

06/04/2021 15h10
11.354
Por: Redação
Foto: Divulgação/Vagner Grigorio
Foto: Divulgação/Vagner Grigorio

O presidente do Imperatriz, Wagnner Ayres, e o gerente de futebol e técnico, Charles Guerreiro, concederam entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (7) por meio da internet e falaram sobre o rombo financeiro do clube, além de confirmarem que o Cavalo de Aço vai jogar a Série D do Campeonato Brasileiro.

O presidente disse que precisa de mais de meio milhão de reais para colocar uma equipe competitiva em campo na primeira fase do Campeonato Brasileiro, no entanto o clube precisa resolver problemas sérios como dívidas trabalhistas.

"Imperatriz precisa de R$ 200 mil por mês para jogar a Série D. Como a primeira fase dura três meses, estamos prevendo R$ 600 mil neste período de 14 jogos. No Maranhense, tivemos uma folha salarial de R$ 70 mil só com jogadores e com todas as despesas gastamos R$ 110 mil por mês" - disse o presidente.

O presidente disse também que a dívida se aproxima dos R$ 4 milhões e isso impede uma gestão melhor. Sem citar nomes, Wagnner Ayres reclamou das gestões anteriores, lembrando que o presidente que o antecedeu foi Adauto Carvalho.

O Imperatriz tem 22 jogadores para fechar o Campeonato Maranhense no jogo contra o Bacabal, em jogo com data a ser marcada pela Federação Maranhense de Futebol (FMF).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.