Bairros TRÂNSITO

Projeto "Cidadania na Faixa" é realizado na Avenida Bernardo Sayão

Ação foi desenvolvida em frente ao 50º Batalhão de Infantaria de Selva, alusiva ao Dia do Soldado.

27/08/2021 13h46
9.959
Por: Redação Jornal Imperatriz Fonte: PMI
Foto: Divulgação/Gil Carvalho
Foto: Divulgação/Gil Carvalho

A equipe da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Setran), realizou nesta semana ação noturna do projeto "Cidadania na Faixa" na Avenida Bernardo Sayão, em frente ao 50º Batalhão de Infantaria de Selva (50º BIS), durante a programação comemorativa alusiva ao Dia do Soldado.

A coordenadora Teresinha Miranda ressaltou que o evento mobilizou a participação de várias pessoas, principalmente de crianças e adolescentes acompanhadas dos pais, que realizavam com frequência a travessia na faixa de pedestres, onde receberam orientações sobre o modo seguro de utilizar o dispositivo.

É intenso o fluxo de veículos neste perímetro da Avenida Bernardo Sayão, onde a pista é de movimento duplo e os pedestres precisam redobrar os cuidados durante a travessia na faixa, realizando gestos para solicitar a parada dos carros e motos para atravessar com segurança de um lado para o outro na via - recomendou.

Segundo ela, o projeto "Cidadania na Faixa" tem sido desenvolvido com ações pontuais em vários cruzamentos de ruas e avenidas durante os períodos vespertinos e noturno para despertar a conscientização de motoristas para o respeito ao pedestre durante a travessia na faixa, evitando atropelamentos e mortes.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no artigo 70, classifica como infração gravíssima o condutor que não der a preferência ao pedestre que estiver atravessando a via sobre faixas delimitadas para essa finalidade. A multa é de R$ 293,47 mais sete pontos na carteira.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.