Destaque FOI DEMITIDO

Diretor do Socorrinho é demitido após o hospital ficar sem médico plantonista

A decisão de afastar o diretor Alberto Clezio, do Hospital Infantil de Imperatriz (Socorrinho), partiu do prefeito Assis Ramos e do secretário de Saúde Alcemir Costa.

25/12/2021 18h41 Atualizada há 3 semanas
19.591
Por: Willamy Figueira
Foto: Divulgação/Prefeitura de Imperatriz
Foto: Divulgação/Prefeitura de Imperatriz

Caiu como uma bomba no governo municipal, a notícia deste sábado (25), que na noite de ontem (24), véspera de Natal, o Hospital Socorrinho ficou sem atendimento médico pela a ausência do plantonista do dia na unidade de saúde - (REVEJA AQUI).

Segundo o prefeito Assis Ramos (Dem) e o secretário de Saúde, Alcemir Costa, ficou insustentável a permanência do diretor Alberto Clezio frente do Hospital Municipal Infantil de Imperatriz (Socorrinho), após não ser tomada as providências necessárias quando o médico plantonista faltou ao plantão do dia e deixou diversas crianças sem atendimento médico.

Em nota, a prefeitura afirmou que o médico que é concursado, responderá a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), podendo ser exonerado e que já foi providenciado um Boletim de Ocorrência pelo fato ocorrido ontem.

Secretário de Saúde Alcemir, com Alberto Clezio inaugurando nova UTI do Socorrinho 

Assume interinamente a direção do Socorrinho, a coordenadora de saúde  e enfermeira Jucerlene Sousa Sena. Ainda em nota a prefeitura afirma que o hospital segue atendendo normalmente. Alberto Clezio estava a frente do Socorrinho desde de fevereiro deste ano por indicação da ex-secretária de Saúde, Mariana Jales.

Veja a nota emitida pela prefeitura 

Diante da gravidade do ocorrido na noite do dia 24 de dezembro, quando um médico plantonista do Hospital Municipal Infantil (HMII) deixou de comparecer ao trabalho sem nenhuma justificativa, o prefeito Assis Ramos, com o secretário de Saúde, Alcemir Costa, decidiu pelo afastamento imediato do diretor daquela unidade e pela instalação, no primeiro dia útil do ano, de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), que irá apurar a responsabilidade do médico, o qual é concursado e poderá até mesmo vir a ser exonerado, além de responder na esfera penal, já que um Boletim de Ocorrência está sendo providenciado na Polícia Civil.

Assume interinamente a direção do HMII,  a coordenadora de Saúde, enfermeira Jucerlene Sousa Sena.

Tranquilizando a população, informamos que o Hospital Infantil nesse momento se encontra com seu corpo médico completo, em plenas condições de atendimento. 

A gestão municipal pede desculpas à população e se compromete em tomar providências para  que fatos como estes não se repita,  ou que se perpetuem impunemente.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.