Destaque SEGUNDA COM CARNE

Pecuaristas de Imperatriz promoverá churrasco em frente ao Bradesco da Getúlio Vargas

Em defesa da pacuária, Sinrural e Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, realizará churrasco na próxima segunda-feira (10), aderindo ao protesto nacional contra o banco, "Segunda com Carne".

06/01/2022 16h11
20.329
Por: Redação Jornal Imperatriz
Foto Divulgação/Arquivo
Foto Divulgação/Arquivo

 O Sindicato Rural de Imperatriz (Sinrural) adere ao movimento nacional "Segunda com Carne", de pecuarista de todo o país, em repúdio ao Banco do Bradesco que na última semana de dezembro veiculou em suas redes sociais uma propaganda equivocada sobre consumo de carne. No vídeo, três influenciadoras digitais promovem o que chamam de "Segunda sem Carne", no entanto, suas falas são recheadas de desinformação, sugerindo que a pecuária de corte é a maior responsável pelo aquecimento global. O que é uma inverdade, já que o Brasil vem sendo um dos maiores protagonistas em buscar oportunidades e tecnologias sustentáveis para o enfrentamento das mudanças climáticas que afetam diretamente a agropecuária.

O Agronegócio brasileiro não só impulsiona a economia do país, gerando emprego e renda para milhares de famílias, como também alimenta 10% da população mundial. Por isso, o Sinrural com o apoio da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII), repudia a ação promocional da instituição financeira, e realiza a "Segunda com Carne".

O protesto acontece na próxima segunda-feira (10), em frente ao Bradesco, na Avenida Getúlio Vargas, entre as Ruas Piauí e Ceará, a partir das 10h da manhã. Na ocasião serão distribuídos três mil espetinhos de carne gratuitos para a comunidade que estiver presente, além de outras ações de cunho social para a população.  

Em defesa do Agro, o Sinrural afirma que para um estado como o Maranhão, onde o desempenho da sua economia se dá também pelo crescimento real do Agronegócio, a propaganda não só ofende os pecuaristas como parece desconhecer o esforço empenhado por este setor, que ao longo dos anos vem adotando práticas sustentáveis que permitam o crescimento da produção agropecuária mais em termos de produtividade do que de expansões das fronteiras. Isso é reforçado com dados da Embrapa que apontam que o Brasil detém hoje de 66% de áreas preservadas cobertas com vegetação nativa. Isso parte de um empenho do setor em produzir mais com tecnologias sustentáveis, ocupando menos territórios.

Portanto o protesto é uma resposta dos pecuaristas à propaganda que presta um desserviço social, divulgando informações falaciosas que vão na contramão de dados e pesquisas comprometidas com a real situação social e econômica do país. Vale destacar que "A Segunda com Carne" é mobilizada por sindicatos rurais e vem acontecendo em todo o Brasil em frente às agências do Bradesco.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.