Jornal Imperatriz - O portal de notícias de Imperatriz

Sabado, 22 de Junho de 2024
Topo Materias
Topo Materias

+Notícias

Aumento na taxa de iluminação pública de Imperatriz é erro de processamento e não de reajuste

A Lei Complementar nº 001/2003 alterada pela Lei Complementar nº 005/2022 não alterou a cobrança de Contribuição de Iluminação Pública (CIP), que é fixada em 12%.

Willamy Figueira
Por Willamy Figueira
Aumento na taxa de iluminação pública de Imperatriz é erro de processamento e não de reajuste
Foto: Divulgação
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A cidade de Imperatriz na semana passada foi palco de uma polêmica nas redes sociais em torno do aumento repentino na cobrança da taxa de Contribuição de Iluminação Pública (CIP), gerando reclamação e constatação do aumento. Foi especulado que o aumento teria sido provocado pela nova Lei Complementar nº 005-2022 do Código Tributário Municipal que entrou em vigor em abril desse ano.

Só que segundo as consultas realizadas pelo Jornal Imperatriz, apontou que apesar a LC 005/2022 substituir a LC 001/2003, o valor da porcentagem da cobrança da iluminação pública não sofreu alteração e permanece em 12% para pessoa física e 13% para pessoa jurídica.

A especulação mais viável diante do aumento nas contas, é que houve um erro de processamento por parte da companhia elétrica, já que CIP não sofreu alteração desde o ano de 2003, como mostra abaixo o comparativo dos trechos específicos da Lei Complementar 001/2003 e Lei Complementar 005/2022 que está em vigor.

Leia Também:

Os trechos específicos foram tiradas das duas LC - Imagem: Jornal Imperatriz

Como mostrado na imagem com os trechos específicos do Código Tributário Municipal de Imperatriz, das duas Leis Complementares, a porcentagem da taxa de iluminação pública tem 20 anos sem sofrer nenhum tipo de reajuste, desde a administração do ex-prefeito Jomar Fernandes (PT).

Nós entramos em contato com Equatorial Maranhão para a companhia esclarecer se de fato houve ou não erro de processamento nas faturas de energia elétrica que elevou a cobrança, mas ainda não fomos respondido.

 

Comentários:
Willamy Figueira

Publicado por:

Willamy Figueira

Willamy nasceu em Imperatriz, tem 40 anos, é jornalista com DRT-MA 2298, publicitário e redator-chefe do Jornal Imperatriz.

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!